Viva Um dia de Cada Vez e Seja Feliz

sexta-feira, 8 de julho de 2016

LEIA A BULA COM ATENÇÃO -CUIDADO!!!!


Bom dia amigas(o)


Sou tipo de pessoa que leio cardápio e bulas, mas infelizmente a bula do Endostran não li(alendronato de sódio).
Como já sabem fui submetida a uma cirurgia de fêmur devido a fratura por causa do medicamento alendronato de sódio, fiquei tão surpresa, que jamais pensei que haveria esse tipo de reação medicamentosa.
Voce vai ao médico periodicamente no meu caso, pós câncer de mama desde 2010, faz mil exames de acompanhamento, toma mais outros medicamentos para que o câncer não volte, e aí de repente uma dor que parecia inofensiva  vira um pesadelo em sua vida.

Um dos medicamentos causa osteopenia  o anastrazol, quer dizer perda de massa óssea, ai entra com outro medicamento oscal d e alendronato de sódio para reposição. só que tudo isso está te levando para futuras doenças.
Fêmur fraturado, cirurgia com colocação de uma haste e 4 pinos na extensão da coxa, pós cirúrgico doloroso, ainda mais com esse frio.

Entrei em contato com o Instituto Terapêutico Delta Ltda que faz o medicamento endrostan, por duas vezes, uma pelo site mesmo e outra através do meu email.

Na primeira vez ligaram para mim o setor de atendimento ao cliente, pediram todas as informações necessárias, e disseram que o laboratório entraria em contato, pois é já faz um mês da minha cirurgia e nada.
No dia 26/07/2016 enviei outro email perguntando o que eles fazem no caso de ter uma fratura como tive, pois não estamos falando de uma náusea, dor de cabeça, e sim de algo que está parando minha vida por 4 meses até voltar a andar novamente, resposta nenhuma.

Vejam o que consta em bula: referente a reações adversas:
8. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR? A maioria dos pacientes não apresenta efeitos adversos com ENDROSTAN® . No entanto, como qualquer medicamento, ENDROSTAN® pode apresentar efeitos inesperados ou indesejáveis, denominados reações adversas. As reações adversas em geral foram leves. Alguns pacientes podem apresentar distúrbios digestivos, como náusea, vômito ou fezes escuras e/ou sanguinolentas. Alguns distúrbios digestivos podem ser graves, incluindo irritação ou ulceração do esôfago (o tubo que liga a boca ao estômago), que podem causar dor torácica, refluxo gastroesofágico, dificuldade para engolir ou dor após a deglutição. Estas reações podem ocorrer especialmente se os pacientes não tomarem ENDROSTAN® com a um copo cheio de água e/ou se deitarem menos de 30 minutos após tomar ENDROSTAN® ou antes da primeira refeição do dia. As reações esofagianas podem piorar se os pacientes continuarem a tomar ENDROSTAN® após o desenvolvimento dos sintomas sugestivos de irritação do esôfago. Alguns pacientes podem experimentar dor óssea, muscular ou das articulações raramente (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento) graves. Pacientes que desenvolverem dores ósseas, muscular ou das articulações graves devem entrar em contato com seu médico. A maioria dos pacientes experimentou alívio após interromperem o uso. Os pacientes, raramente (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento),apresentaram inchaço nas juntas ou inchaço nas mãos e pernas. Sintomas como gripe e resfriado (raramente (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento) com febre), são comuns no início do tratamento. Em raros casos (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento) pacientes tomando alendronato de sódio apresentam coceira, dor ocular ou erupções cutâneas que podem piorar com a luz do sol. Foi relatada perda de cabelo. Raramente (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento) podem ocorrer reações cutâneas graves. Podem ocorrer reações alérgicas, como urticária, ou inchaço da face, dos lábios, da língua e/ou garganta, que podem causar dificuldade de respiração ou de deglutição. Pacientes podem experimentar vertigem ou alterações no paladar. Raramente (ocorre entre 0,01% e 0,1%
pacientes que utilizam este medicamento), ocorreram úlceras gástricas ou outras úlceras pépticas (algumas graves). Ocorreram úlceras na boca quando o comprimido foi mastigado ou dissolvido na boca. Os pacientes raramente (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento) tiveram problemas maxilares associados com o atraso na cura de infecções, frequentemente após extração dentária. Os pacientes raramente (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento) apresentaram fraturas em partes específicas do osso da coxa. Contate seu médico, caso você desenvolva uma dor nova ou dor incomum no quadril ou na coxa. Seu médico possui uma lista mais completa dos efeitos adversos. Se experimentar esses ou quaisquer sintomas incomuns, informe seu médico imediatamente. Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Fui a sorteada... 0,01% e 0,1%, acho que posso jogar na loteria rsrsr .

Bom fiz o que diz na bula informei ao laboratório, agora a pergunta que não quer calar:
Quem paga esse tempo que irei ficar parada por 4 meses?????
Pelo visto ninguém, informar ao laboratório é só para que saibam que realmente o que previam acontece mesmo.

Indignada com tudo isso, e digo mais tenho conversado com amigas que seus médicos não indicam o mesmo devido a isso.
E quem paga a conta agora??????
Podem achar que estou exagerando, mas só eu sei o quanto estou sofrendo pós cirúrgico,psicologicamente  em tudo.

Falei com advogado especializado na área, o mesmo informou que a partir do momento que consta em bula não tem o que fazer,quer dizer você está ciente disso.
O que é isso Brasil!!!!!!
Sinceramente acho que o laboratório deveria ao menos enviar uma resposta e não simplesmente se calar.

Bom gente é isso esse meu post de hoje indignação total.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e me diga qual o assunto voce quer saber?