Viva Um dia de Cada Vez e Seja Feliz

sexta-feira, 8 de abril de 2011

DIA MUNDIAL DO COMBATE AO CÂNCER

Escrito por Caio Mello em 8 de abril de 2011 | 1 comentário
Nesse dia 8 de Abril é a data mundial do combate ao câncer. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a doença é, atualmente, a 2ª que mais causa mortes em todo o mundo. É um tema comum e que está presente na vida de milhões de pessoas, afetando não só elas mesmas, mas como todas ao seu redor. Só quem já passou pelo diagnóstico sabe como é complicado enfrentar a doença.
Hoje, nessa data tão importante, que organizações ao redor do planeta se reúnem para ajudar na prevenção e dar força aos pacientes que lutam com o câncer, nós do Apaixonados por Séries também deixamos registradas nossos desejos de felicidade, melhora e cura para todos que passam pelo problema.
Nas séries, que nada mais são do que retratos da vida real, acompanhamos diversos personagens queridos descobrirem a doença, passarem pelo tratamento, e muitas vezes saírem curados. Nada de negatividade nesse post. Queremos mostrar os personagens que conseguiram a cura através de fé e bons tratamentos. O interessante é notar que viciados em séries ao redor do mundo já foram influenciados pelas vidas de seus personagens preferidos, ou até mesmo descobriram o câncer através de exames práticos vistos na telinha. De qualquer forma, é sempre correto procurar um especialista e manter-se positivo. Vamos relembrar alguns deles;

Durante suas seis temporadas, Lost apresentou vários casos de personagens com câncer. Tivemos a irmã da Juliet, um paciente do Jack, a mãe da Kate e por ai vai. Mas entre personagens importantes tivemos duas grandes menções. Muitos anos antes de cair na ilha, Rose contraiu um câncer terminal. Nunca foi falado qual era a forma da doença, mas Rose, como uma mulher tranquila, cedeu e estava preparada para enfrentar seu destino. Foi aí que a vida lhe apresentou Bernard, um homem carinhoso que se apaixonou por ela e a pediu em casamento, mesmo descobrindo que tinham pouco tempo de vida juntos. Bernard sempre foi um homem que lutava pelo que queria e algumas vezes tentou levar Rose a certos tratamentos contra o câncer. Entre um desses, estava o curandeiro espiritual Isaac de Uluru, que curou diversas pessoas em sua casa na Austrália. Ele disse que nada podia fazer por Rose, pois ela não estava no lugar correto. Foi então, que voltando para os EUA, o casal caiu na ilha de Lost, e pelas propriedades de cura da ilha, o câncer de Rose entrou em remissão. Com a fé e a saúde restauradas, Rose e Bernard resolveram permanecer no local, mesmo com as tentativas dos outros sobreviventes para saírem da ilha, já que aceitavam seus destinos e tinham medo de que a doença de Rose voltasse caso saíssem.



Toda ação tem uma consequência e Ben Linus sentiu isso na pele. Após anos cometendo crimes e atos cruéis pelo que ele achava que era certo, o líder dos Outros começou a sentir dores nas costas. Juliet, que se juntara aos Outros alguns anos atrás, descobriu que Ben tinha um tumor na coluna vertebral, mas não sabia dizer se era benigno ou maligno, o que então seria um câncer. Para sua felicidade, dois dias depois da descoberta do tumor, o avião 815 da Oceanic caiu na ilha e junto dele um cirurgião especializado em coluna vertebral. Assim, Ben usou de tudo em seu poder para convencer Jack a realizar a operação e salvar sua vida. O médico descobriu que o tumor era maligno e que Ben tinha pouco tempo de vida se não passasse por uma cirurgia. Foi ai que começaram as desconfianças de Ben para com Jacob, o benevolente “dono” da ilha, já que todos podiam se curar de doenças no local, mas Ben acabou tendo o tumor, interpretando isso como um sinal de rejeição de Jacob. Tudo acabou bem, com Jack operando Ben e o tumor sendo retirado, mas apesar de todo seus atos egoístas, no fundo Ben sempre teve um bom coração e muita fé: quando questionado por Jack se ele acreditava em Deus, Ben responde: “Dois dias depois de descobrir que tenho um tumor fatal em minhas costas, um cirurgião de coluna caiu do céu. Se isso não é prova de que Deus existe, então não sei o que é.”

Laura Roslin (Battlestar Gala

No primeiro episódio de Battlestar Galactica (episódio-filme) ficamos sabendo que aquela jovem senhora, bonita, educada e inteligente tem câncer de mama. Passados alguns episódios, ela se torna a quadragésima terceira na linha de sucessão do governo das doze colônias, a única governante a sobreviver ao ataque cylon. Laura Roslin se torna presidente, e com toda a responsabilidade que o cargo lhe confere, ela busca por tratamento para o câncer sempre na intenção de não alarmar a população das naves quanto a sua saúde. Sabendo do sofrimento que sua mãe passou no tratamento com Doloxan (um tipo de quimioterapia), e sua morte, dois anos após o diagnóstico; Laura busca por tratamentos alternativos e usa da Chamalla – erva alucinógena, de tratamento alternativo para o câncer, que a mantém sadia por algum tempo. A volta do câncer em uma recaída e a força da opinião pública levam Laura a aceitar o tratamento com Doloxan, que lhe dá náuseas, extremo cansaço e faz seu cabelo cair. Duas sessões antes de concluir seu tratamento com Doloxan, Laura é abduzida pelos cylons, e o resto da história só sabe quem assistiu.

Lynette (Desperate Housewives) – por Bianca

Dizem que quando os roteiristas não sabem o que fazer com um personagem, fazem-no ter câncer. Felizmente, este não foi o caso da Lynette. Graças ao talento de sua intérprete, a maravilhosa Felicity Huffman, esta dona de casa sempre conseguiu nos prender à tela, mesmo nas histórias mais bobas. Quando a trama do câncer surgiu, Lynette e Tom estavam passando por problemas conjugais e financeiros relacionados a um dos funcionários da pizzaria que o casal abriu. Em uma briga com o marido, Lynette cai da cama e bate a cabeça no criado mudo. Preocupados, vão ao médico fazer exames e descobrem a doença. A princípio, Lynette não queria contar aos filhos e amigos o que acontecia, mas ficando careca e fraca por causa da quimioterapia, seria difícil esconder por muito tempo. Como sempre, as amigas dão todo apoio e se revezam durante as sessões, para que Lynette nunca se sinta abandonada. Se a amizade está melhor do que nunca, o convívio familiar não é aquelas coisas. Tom não se sente atraído pela mulher careca e isso destrói a vida sexual deles, enquanto a mãe dela vai morar com a filha e tenta curá-la com maconha. Após o término das sessões, Lynette está curada. Mais tarde, na quinta temporada, a personagem acha que o câncer está de volta, mas descobre que o mal estar que sentia era porque estava grávida.

Walter (Breaking Bad) – por Caio

A vida de Walter White ia de mal a pior. Um químico brilhante passado para trás, ele ganhava a vida dando aulas para o Ensino Médio e trabalhava em um lava carros; seu filho ainda sofria muitos preconceitos por nascer com paralisia cerebral; e sua esposa estava grávida do segundo filho do casal. Sem vontade e vivendo essa rotina sem graça, Walter recebe uma notícia ainda pior: é diagnosticado com câncer pulmonar em estágio avançado!! Como elemento de trama, a doença de Walt é o que dá início a Breaking Bad, fazendo com que o professor resolvesse garantir o futuro financeiro de sua família fabricando metanfetamina e vendendo com seu ex-aluno Jesse no pouco tempo que tinha de vida. Por ele, nada seria feito de tratamento, pois não acreditava na cura. Sua família o convence para fazer tratamento e Walter começa quimioterapia enquanto acompanhamos suas dores e tosses seguidas de sangue. Pagando o tratamento com o dinheiro do tráfico, Walter mente para toda a família dizendo que uma antiga amiga o ajudava. Surpreendentemente, em um dos melhores episódios da série, Walt recebe a notícia de que seu câncer não só não se espalhou, mas como diminuiu 80%. Apesar de ainda ter a doença, Walt está bem e foi o câncer que lhe incitou a vontade de viver, mesmo que essa forma de vida seja ainda mais perigosa e cheia de adrenalina.

Samantha (Sex and the City) – por Camila

Samantha, toda vaidosa e preocupada com o próprio corpo, descobriu que estava com câncer de mamaao procurar um cirurgião plástico para colocar próteses de silicone. Samantha teve que fazer tratamento com quimioterapia e desistiu de aumentar os seios. Durante este período, ela teve muito apoio das amigas e do namorado, o ator Smith Jerrod. Ela até se aproveitou deste namoro para conseguir subornar a secretária do melhor médico de New York e conseguir um horário pra ela e para a freira que estava na sala de espera também. Durante o tratamento, Samantha teve todos os efeitos colaterais, perdeu o cabelo, teve calores, mas ela estava decidida e passou por este caminho com muita força. Ela ficou curada e continuou sua vida normalmente. Ou normalmente para os seus padrões.

Izzie (Grey’s Anatomy) – por Lucas

Izzie Stevens, interpretada por Katherine Heigl, foi um personagem incrível que perdeu espaço e interesse, principalmente pela parte da atriz, na trama de Grey’s Anatomy. Na quinta temporada da série, Izzie começa a ter visões de Denny. Essas alucinações fazem com que a médica faça uma bateria de exames e, neste apanhado, descobre que está com melanoma, um tipo de câncer, no estágio IV, com metástase no fígado e no cérebro. A doença da personagem não só fragilizou a própria Izzie, mas desestabilizou seu casamento com Alex Karev, num momento que os dois finalmente tinham se entendido e estavam bem. Depois de uma temporada com a descoberta e tratamento, tivemos uma season finale onde a dúvida entre a personagem ter conseguido sobreviver à cirurgia de risco que fizera no episódio era muito grande. No final das contas, a personagem volta, a cirurgia foi um sucesso, mas, mesmo assim, a carreira de Heigl nos cinema falou mais alto e a personagem foi deixando as cenas da televisão aos poucos, até desaparecer completamente. Em minha opinião, a doença foi muito bem conduzida por Katherine e tivemos um show de interpretação na tevê.

Celia (Weeds) – por Caio

Alguns dizem que é carma. Vários exemplos desse post aconteceram para que os personagens aprendessem alguma coisa. Em especial aqueles que vivem na rotina e no comodismo, sem vontade e felicidade, ou aqueles que só carregam ódio no coração. Celia Hodes se encaixa nessa última categoria. Cheia de raiva por tudo e de todos, a personagem sempre implicou com os moradores de Agrestic. Não gostava que sua filha fosse gorda e chegou a colocar laxante em seus chocolates para que ela passasse vergonha na escola. Vivia um casamento de aparências, estando louca para experimentas coisas novas, mas por puro medo dos comentários alheios nunca tomou nenhuma providência. Então a vida tomou por ela…Celia descobriu câncer de mama durante a 1ª temporada de Weeds. Mesmo assim, ela nunca deixou de ser a mesma resmungona e que vivia se metendo na vida dos outros. Para sua felicidade, após muitas sessões de quimioterapia e uma mastectomia, Celia se curou do câncer.

Kitty (Brothers & Sisters) – por Lucas


Cathy é o melhor exemplo e o mais recente desse post. Ao descobrir que está com melanoma maligno em estágio avançado, o pior tipo de câncer de pele, Cathy resolve mudar sua vida. Deixou de ser a esposa infeliz cujas preocupações eram as manchas do sofá e o que fazer de almoço, para literalmente aproveitar o tempo que lhe resta. A 1ª temporada de The Big C lidou com Cathy passando pelo estágio de choque, aceitação e renovação. Viveu, sorriu, fez sexo, pulou na piscina, comprou coisas caras…tudo sem se preocupar com tratamentos. Ao final da temporada, quando seu marido, filho, irmão e amigos descobrem a doença, chega a nova fase: esperança! Cathy passará por tratamentos alternativos, como já vimos algumas tentativas como picadas de abelha, e chegou a hora de querer viver mais, e livrar-se do melanoma. The Big C é uma série real e sua protagonista passa o que muitas pessoas também viveram ou vivem. Trabalha com fé e religião; humor e drama; egoísmo e altruísmo de forma fantástica. Ainda não sabemos se veremos Cathy se curar, mas como a série trata como foco principal esse assunto, The Big C é um exemplo de veracidade, e mostra com calma e detalhadamente a vida de uma pessoa com câncer.
__________________________________________________
Como já dissemos, a todos que passam por isso, nossos maiores desejos de felicidade e recuperação. Saibam que nunca estarão sozinhos e por mais clichê que seja, a esperança é a última que morre. Conscientize-se, não espere para procurar um médico…Viva!

  FONTE: www.apaixonadosporseries.com.br

DESAFIANDO O CÂNCER NA LUTA COM VOCÊ

Um comentário:

Deixe seu comentário e me diga qual o assunto voce quer saber?