Viva Um dia de Cada Vez e Seja Feliz

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Resposta do Instituto Terapêutico Delta- medicamento Endrostan

Olá amigas,

A alguns meses eu fiz um post referente o que ocorreu comigo, fratura de fêmur devido excesso de Alendronato de Sódio-Laboratório Delta.
Fui submetida a uma cirurgia para inserir um pino no fêmur, uma haste no osso na extensão da coxa, e dois pinos no joelho.
Entrei em contato com o laboratório para relatar o ocorrido, pois fui a sorteada no percentual 0,01% de ter fratura de fêmur.
Indignada com tudo isso, fiz uma reclamação no site reclame aqui, pois como pode  esse medicamento ter uma das reações adversas como essa?
Ainda estou em recuperação, andando de bengala de quatro pés, sentido dores horríveis na coluna,pois a perna teve perda muscular e acabo usando mais a perna esquerda.
O que fico pensando como se desenvolve algo tão terrível assim, algumas amigas que entraram na menopausa seus médicos já não estão indicando esse medicamento, devido essas reações.

O que quero compartilhar com vocês é a resposta do laboratório;
1- Primeira resposta do  laboratório   28/07/2016
De acordo com o relato efetuado pela senhora, o medicamento Endrostan lhe foi prescrito para o tratamento da osteopenia (perda precoce de densidade óssea o que torna os ossos mais fracos) e, como todo medicamento ele tem benefícios e riscos durante o uso, que são descritos em bula para conhecimento do paciente. É recomendado que o tratamento seja acompanhado de perto para prevenir tais situações ou, na ocorrência de uma delas, para que seja rapidamente identificada e tratada de acordo. Informamos que dadas as características da osteopenia é possível que ela tenha colaborado para o aparecimento da fratura relatada.
É procedimento do fabricante a coleta de todas as informações disponíveis sobre o caso para registro e monitoramento das ocorrências, entretanto, não podemos interferir na conduta médica e, por este motivo, recomendamos que o paciente efetue o contato com o seu médico e solicitamos os dados do mesmo para contato direto.
Atenciosamente,
Instituto Terapêutico Delta Ltda

2- Segunda resposta
Prezada Sra. Selma, bom dia!                   dia 02/08/2016

Diante do exposto orientamos que na sua próxima consulta peça ao seu médico que efetue o contato conosco para maiores esclarecimentos sobre o uso do produto, caso necessário. 
Sobre o Endrostan (alendronato de sódio) informamos que o medicamento tem registro no Brasil desde 01/Março/1996, segue a regulamentação da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e atualmente diversos laboratórios comercializam esta substância. Reforçamos que Endrostan é um medicamento de venda sob prescrição médica e que o tratamento deve ser acompanhado pelo médico prescritor.
Permanecemos à disposição.
Atenciosamente,
SAC
Instituto Terapêutico Delta Ltda

Resumindo ninguém é responsável ,voce é vítima de um medicamento que para sua vida durante 5 a 6 meses, e ainda tem que agradecer  Deus por não ter dado outra reação pior.
Todo esse tempo parada, sem auxilio doença,gastos com medicamentos, transportes etc fica por conta sua, e que você se vire.
Lamentável, gostaria muito que tivesse uma legislação rigorosa para todos laboratórios que tivessem tais medicamentos que possam causar algo de tão ruim a qualquer pessoa, é isso que tenho a dizer.#decepcionada.
Até a próxima amigas.

DOC-Desafiando o Câncer na luta com você

AQUI TEM REMÉDIO- SERVIÇO UTILIDADE PÚBLICA - PARTE II

Boa tarde amigos,

Como havia dito no meu post de 28/07/2016, referente ao Link Aqui tem remédio, fiquei de comprovar se funciona  o site.

*****REALMENTE FUNCIONA
          FIZ O TESTE COM UM DOS MEDICAMENTOS QUE FAÇO USO .

ótima idéia para nos ajudar a encontrar alguns medicamentos que precisamos.

Parábens

site: http://aquitemremedio.prefeitura.sp.gov.br/



Doc- trazendo novidades para vocês.

quinta-feira, 28 de julho de 2016

AQUI TEM REMÉDIO- NOVA FERRAMENTA DA SECRETARIA DE SAÚDE DE SÃO PAULO

NOVIDADE!!!!


Aposto que vocês não sabiam!! eu descobri hoje.....
Acabou aquela andança por postos de saúde procurando seu remédio, ficou mais fácil agora.

Este manual contem orientações sobre c Secretaria Municipal da Saúde lançou, em 14 de dezembro de 2015, o Aqui Tem Remédio. Uma ferramenta digital desenvolvida para auxiliar a população a encontrar em quais unidades do serviço público municipal de saúde da cidade de São Paulo se encontram os medicamentos por ela buscados. A partir de agora, os usuários da rede de atenção básica e especialidades do SUS municipal poderão encontrar, com praticidade, informações rápidas sobre a disponibilidade e a localização dos fármacos.
A criação do Aqui Tem Remédio objetiva também ser um instrumento de apoio aos profissionais das farmácias na prestação de serviço à população, que poderão indicar aos usuários onde encontrar medicamentos em outras unidades da rede.
Este manual contem orientações sobre como acessar o Aqui Tem Remédio, tanto pela página na rede mundial de computadores, quanto pelo aplicativo para celular. O manual traz, também, informações específicas sobre os diferentes grupos de medicamentos, separados de acordo com o tipo de restrição que porventura exista para prescrição e dispensa.
Dúvidas e sugestões: aquitemremedio@prefeitura.sp.gov.b

Vou testar hoje e depois conto para vocês se funciona mesmo.

Um grande beijo

Selma Robertta
 

sexta-feira, 8 de julho de 2016

LEIA A BULA COM ATENÇÃO -CUIDADO!!!!


Bom dia amigas(o)


Sou tipo de pessoa que leio cardápio e bulas, mas infelizmente a bula do Endostran não li(alendronato de sódio).
Como já sabem fui submetida a uma cirurgia de fêmur devido a fratura por causa do medicamento alendronato de sódio, fiquei tão surpresa, que jamais pensei que haveria esse tipo de reação medicamentosa.
Voce vai ao médico periodicamente no meu caso, pós câncer de mama desde 2010, faz mil exames de acompanhamento, toma mais outros medicamentos para que o câncer não volte, e aí de repente uma dor que parecia inofensiva  vira um pesadelo em sua vida.

Um dos medicamentos causa osteopenia  o anastrazol, quer dizer perda de massa óssea, ai entra com outro medicamento oscal d e alendronato de sódio para reposição. só que tudo isso está te levando para futuras doenças.
Fêmur fraturado, cirurgia com colocação de uma haste e 4 pinos na extensão da coxa, pós cirúrgico doloroso, ainda mais com esse frio.

Entrei em contato com o Instituto Terapêutico Delta Ltda que faz o medicamento endrostan, por duas vezes, uma pelo site mesmo e outra através do meu email.

Na primeira vez ligaram para mim o setor de atendimento ao cliente, pediram todas as informações necessárias, e disseram que o laboratório entraria em contato, pois é já faz um mês da minha cirurgia e nada.
No dia 26/07/2016 enviei outro email perguntando o que eles fazem no caso de ter uma fratura como tive, pois não estamos falando de uma náusea, dor de cabeça, e sim de algo que está parando minha vida por 4 meses até voltar a andar novamente, resposta nenhuma.

Vejam o que consta em bula: referente a reações adversas:
8. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR? A maioria dos pacientes não apresenta efeitos adversos com ENDROSTAN® . No entanto, como qualquer medicamento, ENDROSTAN® pode apresentar efeitos inesperados ou indesejáveis, denominados reações adversas. As reações adversas em geral foram leves. Alguns pacientes podem apresentar distúrbios digestivos, como náusea, vômito ou fezes escuras e/ou sanguinolentas. Alguns distúrbios digestivos podem ser graves, incluindo irritação ou ulceração do esôfago (o tubo que liga a boca ao estômago), que podem causar dor torácica, refluxo gastroesofágico, dificuldade para engolir ou dor após a deglutição. Estas reações podem ocorrer especialmente se os pacientes não tomarem ENDROSTAN® com a um copo cheio de água e/ou se deitarem menos de 30 minutos após tomar ENDROSTAN® ou antes da primeira refeição do dia. As reações esofagianas podem piorar se os pacientes continuarem a tomar ENDROSTAN® após o desenvolvimento dos sintomas sugestivos de irritação do esôfago. Alguns pacientes podem experimentar dor óssea, muscular ou das articulações raramente (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento) graves. Pacientes que desenvolverem dores ósseas, muscular ou das articulações graves devem entrar em contato com seu médico. A maioria dos pacientes experimentou alívio após interromperem o uso. Os pacientes, raramente (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento),apresentaram inchaço nas juntas ou inchaço nas mãos e pernas. Sintomas como gripe e resfriado (raramente (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento) com febre), são comuns no início do tratamento. Em raros casos (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento) pacientes tomando alendronato de sódio apresentam coceira, dor ocular ou erupções cutâneas que podem piorar com a luz do sol. Foi relatada perda de cabelo. Raramente (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento) podem ocorrer reações cutâneas graves. Podem ocorrer reações alérgicas, como urticária, ou inchaço da face, dos lábios, da língua e/ou garganta, que podem causar dificuldade de respiração ou de deglutição. Pacientes podem experimentar vertigem ou alterações no paladar. Raramente (ocorre entre 0,01% e 0,1%
pacientes que utilizam este medicamento), ocorreram úlceras gástricas ou outras úlceras pépticas (algumas graves). Ocorreram úlceras na boca quando o comprimido foi mastigado ou dissolvido na boca. Os pacientes raramente (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento) tiveram problemas maxilares associados com o atraso na cura de infecções, frequentemente após extração dentária. Os pacientes raramente (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento) apresentaram fraturas em partes específicas do osso da coxa. Contate seu médico, caso você desenvolva uma dor nova ou dor incomum no quadril ou na coxa. Seu médico possui uma lista mais completa dos efeitos adversos. Se experimentar esses ou quaisquer sintomas incomuns, informe seu médico imediatamente. Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Fui a sorteada... 0,01% e 0,1%, acho que posso jogar na loteria rsrsr .

Bom fiz o que diz na bula informei ao laboratório, agora a pergunta que não quer calar:
Quem paga esse tempo que irei ficar parada por 4 meses?????
Pelo visto ninguém, informar ao laboratório é só para que saibam que realmente o que previam acontece mesmo.

Indignada com tudo isso, e digo mais tenho conversado com amigas que seus médicos não indicam o mesmo devido a isso.
E quem paga a conta agora??????
Podem achar que estou exagerando, mas só eu sei o quanto estou sofrendo pós cirúrgico,psicologicamente  em tudo.

Falei com advogado especializado na área, o mesmo informou que a partir do momento que consta em bula não tem o que fazer,quer dizer você está ciente disso.
O que é isso Brasil!!!!!!
Sinceramente acho que o laboratório deveria ao menos enviar uma resposta e não simplesmente se calar.

Bom gente é isso esse meu post de hoje indignação total.


terça-feira, 28 de junho de 2016

INSS- QUE PAÍS É ESSE????AUXILIO DOENÇA PRA QUE!!!!

olá amigas seguidoras,


Venho aqui com a segunda parte do meu problema,conseguir auxilio doença.

Como já sabem fui submetida a uma cirurgia de fêmur devido a fratura por causa do medicamento alendronato de cálcio, fiquei tão surpresa, que jamais pensei que haveria esse tipo de reação medicamentosa.

Fiz uma cirurgia com colocação de uma haste e 4 pinos na extensão da coxa, pós cirúrgico doloroso, ainda mais com esse frio.

Você vai ao médico periodicamente no meu caso, pós câncer de mama desde 2010, faz mil exames de acompanhamento, toma mais outros medicamentos para que o câncer não volte, e aí de repente uma dor que parecia inofensiva  vira um pesadelo em sua vida.

Desde 2010 nunca mais consegui um emprego registrada, porque você é uma ameaça na empresa, aquela funcionária que irá chegar atrasada ou faltar devido aos exames periódicos, e que o único emprego que consegui registrada(2014), fui obrigada a assinar um termo da assistência médica Notre Dame que não usaria os serviços de oncologia.(assinei porque precisava do emprego)


E de repente uma pessoa que trabalha desde 14 anos de idade hoje com 51 anos se ve sem chão, sem apoio, durante muitos anos paguei INSS, foram descontados do meu salario.


Passei pela perícia do INSS dia 13/06/2016 para ter o auxilio doença até que me restabeleça de vez e continuar na luta do dia a dia.
Aí quando foi ontem dia 27/06/2016 recebo a resposta do INSS que não tenho direito ao auxilio doença, porque perdi a qualidade de segurado que venceu em 16/05/2016 e minha cirurgia foi dia 02/06/2016;???????

Fiquei pasma, espera um pouco:  não fui pedir auxilio doença por uma dor de cabeça, fui pedir porque não posso trabalhar, andar, alias aprendendo a andar, de cadeira de rodas, andador e bengala,e vem essa resposta ridícula de que perdi  qualidade de segurado!!!!!!!!!!!!!!!


Enquanto políticos roubam trilhões e mais trilhões, sujeiradas descobertas e com eles acontece simplesmente interrogatórios, pois continuam com sua vida comendo bem, andando com seus carrões, e se precisarem de médico vão para Hospital Albert Einstein, e o INSS  vem com essa resposta absurda.

Sabemos que no Brasil o SUS é um caos, ainda que faço acompanhamento pelo Hospital ACCamargo que é mais rápido  alguns exames.(fui sempre muito bem tratada)

Fui diagnosticada dia 01/04 depois de levar os exames a oncologista, passei pelo ortopedista dia 04/05 que imediatamento encaminhou para cirurgia, dentro de uma agenda disponível para sus. e por questões de 15 dias eu não tenho o direito que é meu de ter essa ajuda Auxilio doença????????

Aí pergunto: sem emprego, sem andar direito, as despesas correndo que não param, como fazer ou como viver dessa forma!

Realmente estou tremendamente frustrada, chateada, não tem outra reação, ficar calma que tudo vai passar e viver de brisa, aceitar como algo natural, isso que acontece comigo, deve ter outras mil pessoas com mesmo problema, mas nada se resolve.

Vou tentar recorrer se possível, mas pelo que consultei um advogado previdenciário eu deveria ter pago INSS para ter direito, agora digo pagar como??? sem trabalho fixo registrada, fazendo bicos??? mercado de trabalho para quem tem minha idade e o problema que já tive, você é simplesmente deixado de lado ignorado, não vale nada anos de experiencia, faculdade, infinidades de cursos, em vão.

Esse é o nosso país que rota peru e come mortadela.
Nada mais a dizer   #semsaída #sacocheio #qm.



Sem mais....